Causa Vencedora novembro 2018

Causa Vencedora novembro 2018

Na nossa intervenção no terreno, deparamo-nos muitas vezes com situações de pobreza extrema, que condicionam o acesso a cuidados de saúde a várias pessoas. Embora se saiba que a pobreza é uma das principais ameaças à dignidade humana, não é imediatamente percetível o seu impacto no direito humano à saúde. Segundo um inquérito realizado a 1763 famílias portugueses, a Associação de Defesa do Consumidor revelou que, em 2014, metade dos inquiridos admitiu ter falhado tratamentos ou medicamentos aconselhados por um médico, devido à falta de recursos económicos. Através deste estudo, foi ainda possível averiguar que um quinto destas famílias teve que aprender a gerir e a reduzir na compra de bens alimentares, de forma a poder ter dinheiro para aceder a cuidados de saúde, nomeadamente a medicamentos. Face aos dados do relatório Health at a Glance 2017 da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) – que traça uma visão geral da saúde dos 35 países da organização – em 2016, um em cada dez portugueses não compram medicamentos prescritos pelo médico, uma vez que não tinham condições económicas para suportar os custos relacionados com a saúde. Os dados de 2015 já mostravam que 28% das despesas de saúde já estavam a cargo das famílias portuguesas, o que é um valor muito alto dentro do contexto europeu, com apenas cinco ou seis países com valores mais altos. De facto, olhando em detalhe para as despesas das famílias com menores rendimentos, vemos que a maior pressão é na aquisição de medicamentos. Esta é uma situação real, num país em que muitas pessoas são submetidas a escolher entre comprar os seus medicamentos ou assegurar a sua única refeição diária. Muitas farmácias nacionais revelam que a escolha dos medicamentos mais prioritários tem sido uma constante, especialmente junto do público mais idoso, que tenta gerir o dinheiro da melhor forma, de modo a conseguir conciliar os custos relativos à saúde e à alimentação. Esta situação é delicada, uma vez que se trata de pessoas de idade, cujas defesas do organismo estão em níveis baixos e ficam consideravelmente piores, pela privação dos medicamentos necessários. A injustiça social e a desigualdade no acesso a cuidados de saúde são temas sensíveis, que a Médicos do Mundo tenta atenuar através da sua missão. Nos últimos anos, esta ONG tem distribuído medicamentos de forma gratuita, permitindo o acesso e a equidade ao apoio medicamentoso e, desta forma, a continuação de tratamentos dos nossos beneficiários.

Causa vencedora outubro 2018

Causa vencedora outubro 2018

O Centro Social de Canelas e Espiunca é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sediada na União de Freguesias e Canelas e Espiunca, no concelho de Arouca. Somos uma IPSS recente, só iniciamos atividade em novembro de 2016 mas a Associação já existe desde 2004. As dificuldades financeiras têm sido muitas, tanto para construir as instalações que temos, tanto para o dia-a-dia. Atualmente temos necessidade de um Concentrador de Oxigénio portátil. Pelo que, toda a ajuda que nos possam dar é muito bem-vinda e de extrema utilidade.

Causa vencedora setembro 2018

Causa vencedora setembro 2018

O Instituto do Bom Pastor “Haurietis Aquas” sediado em Ermesinde desenvolve, desde Agosto de 1956, a sua actividade de acolhimento institucional, a qual no presente traduz-se no acompanhamento de cerca de quarenta crianças e jovens em situação de risco decorrente do seu contexto familiar ou social, encaminhadas, depois de sinalizadas, pelas Comissões de Protecção de Crianças e Jovens ou pelos Tribunais. Acolhe, igualmente, no Lar de Idosos, oito ex-utentes do Lar de Crianças e Jovens, que pela sua fragilidade e falta de recursos próprios, permaneceram na Instituição. O Instituto do Bom Pastor “Haurietis Aquas” visa promover a educação e a formação escolar e/ou profissional, humana, social e espiritual das crianças e jovens do sexo feminino com carências de ordem familiar e económica. O desenvolvimento da actividade da Instituição visa garantir o bem-estar das crianças e jovens acolhidas e contribuir para o seu desenvolvimento integral e harmonioso em termos de saúde, protecção, formação e educação. Assim pretende-se proporcionar às crianças e jovens as condições psicossociais necessárias, através de um apoio afectivo, psicológico, ético e familiar; facultar e acompanhar a formação e a educação de acordo com as aptidões individuais; intervir socialmente junto das famílias tendo em vista a reintegração das crianças e jovens no seu agregado familiar, sempre que tal se justifique e respeitar a individualidade e a privacidade de cada criança e jovem. Tendo em conta o objectivo geral da promoção da educação e a formação escolar e/ou profissional, humana, social e espiritual das crianças e jovens acolhidas e o objectivo especifico de facultar e acompanhar a formação e a educação de acordo com as aptidões individuais e, ainda, os parcos recursos financeiros que a Instituição dispõe para fazer face à prossecução da sua actividade torna-se imprescindível o apoio da causa movimento 1 euro para a aquisição de livros, material escolar e didáctico para as nossas crianças e jovens atendendo à despesa prevista e associada com o arranque do ano lectivo de 2018/2019.

Causa vencedora agosto 2018

Causa vencedora agosto 2018

A Terra dos Sonhos pretende SENSIBILIZAR, INSPIRAR e CAPACITAR a sociedade para a importância do bem estar emocional e mental na qualidade de vida e saúde física das pessoas. A Terra dos Sonhos é uma organização social, fundada no dia 1 de junho de 2007, dia Mundial da Criança, cujo foco é a promoção do bem estar e da saúde emocional de crianças e jovens com doenças crónicas, crianças e jovens institucionalizadas e idosos. Cumpre a sua missão através da realização de sonhos e experiências de sonho altamente impactantes e transformadoras – demonstrando a estas crianças, jovens e idosos que não há impossíveis – mas também através de programas de capacitação psico-socio-emocional onde se trabalham ferramentas como a autoestima, comunicação positiva, gestão das emoções e aceitação da mudança, visando que os nossos públicos de missão se tornem agentes ativos da promoção da sua própria felicidade.

Causa vencedora julho 2018

Causa vencedora julho 2018

A Vida Norte é uma IPSS que actua nos concelhos do Porto e Braga que tem como principal missão apoiar grávidas e bebés em situação de vulnerabilidade, através de um acompanhamento de proximidade. Acompanhamos uma média de 100 grávidas e famílias por mês, desde a gravidez até ao bebé completar 18 meses de vida, trabalhando ao nível da Capacitação para que findo este período a Mãe possa, de forma autónoma, dar seguimento a um projecto familiar estruturado e feliz. Em 2017, recebemos mais de 150 novos pedidos de apoio e vimos nascer mais de 50 bebés. O seu donativo de 1€, em conjunto com o dos restantes 687 doadores, reverterá para a compra de 45 latas de leite adaptado, que nos permitirão alimentar aproximadamente 8 bebés durante 3 meses. Obrigado!

2ª Causa Vencedora junho 2018

2ª Causa Vencedora junho 2018

Num vai e vem circula a nossa carrinha para o Bem transportar. Em movimento estamos e precisamos continuar. Ao movimento 1 euro pedimos ajuda para a carrinha abastecer e os laços de solidariedade fortalecer.

1ª Causa vencedora junho 2018

1ª Causa vencedora junho 2018

O Centro Social de Canelas e Espiunca é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sediada na União de Freguesias e Canelas e Espiunca, no concelho de Arouca. Somos uma IPSS recente, só iniciamos atividade em novembro de 2016 mas a Associação já existe desde 2004. As dificuldades financeiras têm sido muitas, tanto para construir as instalações que temos, tanto para o dia-a-dia. Os bens que necessitamos com mais urgência são: Aspirador de Secreções e um Concentrador de Oxigénio. Pelo que, toda a ajuda que nos possam dar é muito bem-vinda e de extrema utilidade.

Causa vencedora maio 2018

Causa vencedora maio 2018

Matilde uma menina com 10 anos portadora de síndrome de rett uma doença degenerativa que causa dependência de um adulto 24 horas por dia. Frequenta o nosso Centro de Competências para poder melhorar a sua condição e adquirir capacidades. A Matilde não comunica de forma verbal, comunica através do olhar, a ANPAR tem um sistema de comunicação aumentativa, para que ela possa comunicar com os seus olhos, mas para podermos trabalhar com a Matilde necessitamos de um Tablet específico e um adaptador de cadeira de rodas (braço extensível). Não podemos deixar de fazer todos os esforços para ajudar a Matilde, por isso apelamos aos doadores do movimento um euro que ajudem a Matilde a ser mais feliz.

Causa vencedora abril 2018

Causa vencedora abril 2018

Associação Portuguesa Familiares e Amigos de Doentes de Alzheimer - Este projecto tem como objectivo promover melhores condições de acessibilidade aos utilizadores (Utentes/Cuidadores) do Departamento dos Serviços de Lisboa procurando garantir, desta forma a equidade no acesso e inclusão de todos os que necessitam do apoio dos serviços. A rampa de acessibilidade é um equipamento arquitectónico com uma diferença de altura que faz a ligação entre dois locais com declive/aclive e que facilita a entrada e saída de pessoas e cargas de modo a promover a acessibilidade das mesmas. A aquisição desta rampa irá eliminar a barreira física e arquitectónica existente na porta de entrada no nosso Centro Dia, localizado nos nossos serviços de Lisboa. Deste modo a aquisição desta rampa de acessibilidade irá melhorar as condições de acessibilidade dos nossos utentes aos serviços, promovendo a melhoria da autonomia, da qualidade funcional e da qualidade de vida dos nossos utentes (Pessoas com demência e mobilidade reduzida), evitando o elevado risco de queda a que diariamente estão sujeitos.