Causas em votação

JULHO

3 votos

Causa A – Programa de Desenvolvimento de Competências para Crianças em Condição de Pobreza

Instituição

Centro Social 6 de Maio

Verba necessária

576€

Donativos angariados

0 euros

Donativo

Para apoiar, pode fazer um donativo por MBWay: 969 107 347 ou Transferência Bancária: PT50 0018 0003 3010 2982 0200 2, ou ainda pagar por Referência Multibanco seguindo este link: Easypay_Movimento1Euro

Contexto

Sabia que as situações que colocam em causa o direito à educação, como o absentismo, abandono escolar e insucesso, estão em terceiro lugar entre as mais diagnosticadas pelas Comissão de Proteção Crianças e Jovens? Em 2018 a CPCJ diagnosticou e acompanhou 2422 casos.

Na verdade há uma relação direta entre as carências socio-afetivas e as aquisições académicas e, por esta razão, o Centro Social 6 de Maio dedicou-se à temática e desenvolveu um programa terapêutico para dar resposta às fragilidades emocionais (baixa autoestima, fraca resiliência e comportamentos de oposição) que permitisse aos jovens oriundos de famílias carenciadas a estabilidade necessária para uma aprendizagem efetiva. Para ir de encontro a este objetivo são disponibilizados semanalmente quatro acompanhamentos individuais em Psicologia, quatro acompanhamentos em grupo em Psicomotricidade e o acompanhamento de 3 grupos distintos em Arte Terapia.

O que inclui: O apadrinhamento e acompanhamento do progresso de 4 crianças em psicomotricidade ao longo de um ano, permitindo desta forma que elas possam desenvolver a suas competências sociais e relacionais. Acompanhe o progresso do apadrinhamento em: https://cs6maiocc.wixsite.com/psicodar-me

Morada

Estrada Militar, 48, 2700-588 Amadora

Telefone

214762660

WEB


3 votos

Causa B – Cabazes alimentares para famílias carenciadas com recém-nascidos

Instituição

Banco do Bebé - Associação de Ajuda ao Recém Nascido IPPS

Verba necessária

648.5€

Donativos angariados

0 euros

Donativo

Para apoiar, pode fazer um donativo por MBWay: 969 107 347 ou Transferência Bancária: PT50 0018 0003 3010 2982 0200 2, ou ainda pagar por Referência Multibanco seguindo este link: Easypay_Movimento1Euro

Contexto

Sabia que apesar da redução do risco de pobreza infantil, em 2018 em Portugal, a presença das crianças num agregado familiar continuava a estar associada a um risco de pobreza, sobretudo no caso dos agregados constituídos por um adulto com pelo menos uma criança dependente (33,9%) e naqueles constituídos por dois adultos com três ou mais crianças dependentes (30,2%)”? Segundo o INE, apesar do risco de pobreza nas mulheres também ter descido ligeiramente, continua a haver mais mulheres em situação de pobreza (17,8%) do que homens (16,6%). Por esta razão o Banco do Bebé, uma IPSS  desde 1996 dedica-se a garantir as condições emocionais e materiais para que todos os recém-nascidos e suas famílias tenham um início de vida digno. Com valores humanistas e de justiça social, tem no centro de ação o valor da vida e da família, enquanto núcleo natural e fundamental na sociedade. Atua nos seguintes eixos: Ap.Domiciliário/Psicossocial, capacitar as figuras parentais nos cuidados ao bebé e integra-las na comunidade, dar continuidade aos cuidados iniciados na Neonatologia na fase pós alta de prematuros/recém-nascidos com situações de deficiência e incapacidade temporária/permanente e em contexto socioeconómico e cultural desfavorável. Os casos são analisados em parceria por técnicos das entidades referenciadoras e das suas equipas, criando um plano de intervenção uno; Ap.Bens garante os bens essenciais; Ap.Enfermarias acompanha as mães no internamento na MAC, e apoio ao Banco de Leite Humano.

O que inclui cada Cabaz: 1L Leite, 2L de azeite, 1kg de Arroz, 1 kg massa espiral, 2 latas de atum, 2 latas de salsichas, 1 kg de Grão, 1kg de feijão, 1 kg de açúcar, 1 pacote de bolachas.

Morada

Maternidade Dr. Alfredo da Costa, Rua Latino Coelho, 1050-135 Lisboa

Telefone

916121796

WEB


2 votos

Causa C – Produtos de Higiene Básica para bebés de Mães Adolescentes

Instituição

Associação Humanidades

Verba necessária

663.49€

Donativos angariados

0 euros

Donativo

Para apoiar, pode fazer um donativo por MBWay: 969 107 347 ou Transferência Bancária: PT50 0018 0003 3010 2982 0200 2, ou ainda pagar por Referência Multibanco seguindo este link: Easypay_Movimento1Euro

Contexto

Sabia que apesar da maternidade adolescente estar a diminuir em Portugal (em 7 anos, um estudo realizado pela Direção de Saúde mostrou que reduziu 44%) ainda continua a ser uma realidade, e que em 2018 tivemos 3390 gravidezes e 1362 abortos em mães jovens até aos 19 anos? Esta realidade pode representar um problema devido às consequências psicológicas, biológicas, sociais, educativas e económicas associadas à mãe grávida, mas também ao pai da criança. E se olharmos para os jovens provenientes de meios desfavorecidos onde coexistem já vulnerabilidades a muitos outros níveis, estas consequências agravam. Por esta razão, o percurso de inclusão social destas jovens e seus bebés é um desafio para a cidadania e a Associação Humanidades, uma IPSS desde 1998, dedica-se ao tema e tem vindo a promover a inclusão pessoal, social e profissional de cidadãos desfavorecidos em situação de risco desenvolvendo uma vocação orientada para a mulher jovem, em idade fértil. A residência do Centro de Apoio à mulher desta instituição acolhe em média 78 mães adolescentes, e os seus filhos são colocados na Creche da mesma – com capacidade para 37 crianças (dos 4 aos 36 meses). Contudo há bens de higiene de primeira necessidade que muitas vezes faltam a estes bebés e podem trazer-lhes e à futura família maior bem-estar e dignidade no primeiro ano de vida.

O que inclui: Fraldas e toalhitas para 8 crianças que atualmente estão na residência garantindo-lhes higiene e bem estar durante 3 meses.

Morada

Parque de Saúde de Lisboa Avenida do Brasil, 53 - Edifício 27 r/c Apartado 50109 1703-001 Lisboa

Telefone

21 099 64 93

WEB


3 votos

3 votos

2 votos

Causa A – Programa de Desenvolvimento de Competências para Crianças em Condição de Pobreza

Causa B – Cabazes alimentares para famílias carenciadas com recém-nascidos

Causa C – Produtos de Higiene Básica para bebés de Mães Adolescentes


Instituição

Centro Social 6 de Maio

Banco do Bebé - Associação de Ajuda ao Recém Nascido IPPS

Associação Humanidades


Verba necessária

576€

648.5€

663.49€


Donativos angariados

0 euros angariados

0 euros angariados

0 euros angariados


Donativo

Para apoiar, pode fazer um donativo por MBWay: 969 107 347 ou Transferência Bancária: PT50 0018 0003 3010 2982 0200 2, ou ainda pagar por Referência Multibanco seguindo este link: Easypay_Movimento1Euro

Para apoiar, pode fazer um donativo por MBWay: 969 107 347 ou Transferência Bancária: PT50 0018 0003 3010 2982 0200 2, ou ainda pagar por Referência Multibanco seguindo este link: Easypay_Movimento1Euro

Para apoiar, pode fazer um donativo por MBWay: 969 107 347 ou Transferência Bancária: PT50 0018 0003 3010 2982 0200 2, ou ainda pagar por Referência Multibanco seguindo este link: Easypay_Movimento1Euro


Contexto

Sabia que as situações que colocam em causa o direito à educação, como o absentismo, abandono escolar e insucesso, estão em terceiro lugar entre as mais diagnosticadas pelas Comissão de Proteção Crianças e Jovens? Em 2018 a CPCJ diagnosticou e acompanhou 2422 casos.

Na verdade há uma relação direta entre as carências socio-afetivas e as aquisições académicas e, por esta razão, o Centro Social 6 de Maio dedicou-se à temática e desenvolveu um programa terapêutico para dar resposta às fragilidades emocionais (baixa autoestima, fraca resiliência e comportamentos de oposição) que permitisse aos jovens oriundos de famílias carenciadas a estabilidade necessária para uma aprendizagem efetiva. Para ir de encontro a este objetivo são disponibilizados semanalmente quatro acompanhamentos individuais em Psicologia, quatro acompanhamentos em grupo em Psicomotricidade e o acompanhamento de 3 grupos distintos em Arte Terapia.

O que inclui: O apadrinhamento e acompanhamento do progresso de 4 crianças em psicomotricidade ao longo de um ano, permitindo desta forma que elas possam desenvolver a suas competências sociais e relacionais. Acompanhe o progresso do apadrinhamento em: https://cs6maiocc.wixsite.com/psicodar-me

Sabia que apesar da redução do risco de pobreza infantil, em 2018 em Portugal, a presença das crianças num agregado familiar continuava a estar associada a um risco de pobreza, sobretudo no caso dos agregados constituídos por um adulto com pelo menos uma criança dependente (33,9%) e naqueles constituídos por dois adultos com três ou mais crianças dependentes (30,2%)”? Segundo o INE, apesar do risco de pobreza nas mulheres também ter descido ligeiramente, continua a haver mais mulheres em situação de pobreza (17,8%) do que homens (16,6%). Por esta razão o Banco do Bebé, uma IPSS  desde 1996 dedica-se a garantir as condições emocionais e materiais para que todos os recém-nascidos e suas famílias tenham um início de vida digno. Com valores humanistas e de justiça social, tem no centro de ação o valor da vida e da família, enquanto núcleo natural e fundamental na sociedade. Atua nos seguintes eixos: Ap.Domiciliário/Psicossocial, capacitar as figuras parentais nos cuidados ao bebé e integra-las na comunidade, dar continuidade aos cuidados iniciados na Neonatologia na fase pós alta de prematuros/recém-nascidos com situações de deficiência e incapacidade temporária/permanente e em contexto socioeconómico e cultural desfavorável. Os casos são analisados em parceria por técnicos das entidades referenciadoras e das suas equipas, criando um plano de intervenção uno; Ap.Bens garante os bens essenciais; Ap.Enfermarias acompanha as mães no internamento na MAC, e apoio ao Banco de Leite Humano.

O que inclui cada Cabaz: 1L Leite, 2L de azeite, 1kg de Arroz, 1 kg massa espiral, 2 latas de atum, 2 latas de salsichas, 1 kg de Grão, 1kg de feijão, 1 kg de açúcar, 1 pacote de bolachas.

Sabia que apesar da maternidade adolescente estar a diminuir em Portugal (em 7 anos, um estudo realizado pela Direção de Saúde mostrou que reduziu 44%) ainda continua a ser uma realidade, e que em 2018 tivemos 3390 gravidezes e 1362 abortos em mães jovens até aos 19 anos? Esta realidade pode representar um problema devido às consequências psicológicas, biológicas, sociais, educativas e económicas associadas à mãe grávida, mas também ao pai da criança. E se olharmos para os jovens provenientes de meios desfavorecidos onde coexistem já vulnerabilidades a muitos outros níveis, estas consequências agravam. Por esta razão, o percurso de inclusão social destas jovens e seus bebés é um desafio para a cidadania e a Associação Humanidades, uma IPSS desde 1998, dedica-se ao tema e tem vindo a promover a inclusão pessoal, social e profissional de cidadãos desfavorecidos em situação de risco desenvolvendo uma vocação orientada para a mulher jovem, em idade fértil. A residência do Centro de Apoio à mulher desta instituição acolhe em média 78 mães adolescentes, e os seus filhos são colocados na Creche da mesma – com capacidade para 37 crianças (dos 4 aos 36 meses). Contudo há bens de higiene de primeira necessidade que muitas vezes faltam a estes bebés e podem trazer-lhes e à futura família maior bem-estar e dignidade no primeiro ano de vida.

O que inclui: Fraldas e toalhitas para 8 crianças que atualmente estão na residência garantindo-lhes higiene e bem estar durante 3 meses.


Vídeo


Morada

Estrada Militar, 48, 2700-588 Amadora

Maternidade Dr. Alfredo da Costa, Rua Latino Coelho, 1050-135 Lisboa

Parque de Saúde de Lisboa Avenida do Brasil, 53 - Edifício 27 r/c Apartado 50109 1703-001 Lisboa


Telefone

214762660

916121796

21 099 64 93