Morada: Quinta do Cruzeiro, Largo das Oliveiras, s/n – 4445-538 Ermesinde


Telefone: 229 710 558


Valor em €: 710€


Nº de Votos: 35 Votar


Destino: Requalificação da piscina do Instituto do Bom Pastor – “Haurietis Aquas”



O Instituto do Bom Pastor dispõe de uma piscina utilizada pelas crianças/jovens residentes e ainda pelas crianças/jovens em situação de vulnerabilidade e em risco social provenientes de contextos familiares desestruturados e encaminhadas por entidades congéneres e por entidades públicas no âmbito dos campos de férias.

Tendo como principal preocupação a garantia da segurança dos utilizadores da piscina pretende-se promover um conjunto de intervenções técnicas ao nível da impermeabilização, do sistema hidráulico e das acessibilidades ao equipamento para que seja possível planear e concretizar, à semelhança dos anos anteriores, um conjunto de actividades lúdicas e pedagógicas (ensino da natação, hidroginástica, jogos e brincadeiras na água) com a participação de um animador responsável pela segurança, vigilância e monitorização das crianças/jovens participantes.

De referir que o Instituto do Bom Pastor assegura, desde há vários anos, entre Junho e Setembro de cada ano civil, a concretização das actividades pedagógicas e lúdicas anteriormente enunciadas na piscina ao ar livre, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida, a promoção de estilos de vida saudáveis, o desenvolvimento das capacidades físicas, motoras e cognitivas e o relaxamento dos utentes em resultado da participação nas actividades em meio aquático, a promoção da saúde dos beneficiários, a promoção do convívio e da partilha de experiências, a criação de laços de amizade entre os participantes e a ocupação dos tempos livres potenciadora do seu bem-estar físico e psicológico.

De referir que a concretização da Causa em apreço potenciará o trabalho levado a cabo pelo Instituto do Bom Pastor no que se refere quer ao processo de integração, quer ao de autonomização das utentes institucionalizadas e, ainda, contribuirá para a inclusão de crianças/jovens em situação de vulnerabilidade e de risco social integrados nas entidades congéneres ou encaminhados por entidades públicas.

O conjunto das intervenções técnicas deverá ser concretizado entre Janeiro e Março de 2018 para assegurar a capacitação do equipamento em termos de segurança aquando do início da realização das actividades lúdicas e pedagógicas.