Associação QE, uma Nova Linguagem para a Incapacidade

Verba necessária

599.88€

Destino da verba

CAUSA B: Apoiar a promoção de atividades ocupacionais em pessoas com deficiência e/ou incapacidade

Contexto

Mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo convivem com alguma forma de deficiência, dentre os quais cerca de 200 milhões experimentam dificuldades funcionais consideráveis. Nos próximos anos, a deficiência será uma preocupação ainda maior porque a sua incidência tem aumentado devido ao envelhecimento das populações e ao aumento global de doenças crónicas tais como diabetes, doenças cardiovasculares, cancro ou distúrbios mentais.

Em todo o Mundo, as pessoas com deficiência enfrentam dificuldades de acesso aos diferentes serviços primários e considerados garantidos e por isso têm piores perspetivas de saúde, níveis mais baixos de escolaridade e participação económica e maiores taxas de pobreza em comparação à restante população.

Existem diferentes tipos de deficiência, sendo que a deficiência visual, a motora, a mental e a deficiência auditiva são as mais comuns. A Organização Mundial da Saúde definiu a deficiência como sendo, “qualquer perda ou anormalidade relacionada à estrutura ou à função psicológica, fisiológica ou anatómica”. Ou seja, a deficiência faz parte da condição humana na medida em que pode ser congénita, quando nasce com a pessoa, ou adquirida ao longo do percurso da vida.

Assim, a promoção da acessibilidade constitui uma condição essencial para o pleno exercício de direitos de cidadania consagrados na Constituição Portuguesa.

Preocupados com esta temática a Quinta Essência, uma  (IPSS) constituída em 2009 com a missão de promover a qualidade de vida, o desenvolvimento do potencial e a integração social de pessoas com dificuldades intelectuais e de desenvolvimento, criou o Centro de Atividades Ocupacionais e Lar Residencial, localizados em Sintra, com o objetivo de, num ambiente de bem-estar, segurança e qualidade de vida, apoiar 72 pessoas com deficiência e/ou incapacidade a desenvolverem atividades potenciadoras das suas competências pessoais, sociais e profissionais, sempre adaptadas às necessidades e desafios de cada um.

Para levar a cabo esta missão conta com uma equipa de 38 colaboradores.

Com o apoio dos Embaixadores da Mudança vão conseguir apoiar 45 beneficiários e possibilitar que todos, independentemente dos seus desafios e dificuldades, tenham um projeto de vida individualizado, integrado na comunidade.

Morada

Rua Humberto Delgado, 52, 2710-050 Abrunheira

Telefone

219 154 740 / 934 454 850

Foto

Vídeo

Anexos

WEB


Associação QE, uma Nova Linguagem para a Incapacidade


Verba necessária

599.88€


Destino da verba

CAUSA B: Apoiar a promoção de atividades ocupacionais em pessoas com deficiência e/ou incapacidade


Contexto

Mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo convivem com alguma forma de deficiência, dentre os quais cerca de 200 milhões experimentam dificuldades funcionais consideráveis. Nos próximos anos, a deficiência será uma preocupação ainda maior porque a sua incidência tem aumentado devido ao envelhecimento das populações e ao aumento global de doenças crónicas tais como diabetes, doenças cardiovasculares, cancro ou distúrbios mentais.

Em todo o Mundo, as pessoas com deficiência enfrentam dificuldades de acesso aos diferentes serviços primários e considerados garantidos e por isso têm piores perspetivas de saúde, níveis mais baixos de escolaridade e participação económica e maiores taxas de pobreza em comparação à restante população.

Existem diferentes tipos de deficiência, sendo que a deficiência visual, a motora, a mental e a deficiência auditiva são as mais comuns. A Organização Mundial da Saúde definiu a deficiência como sendo, “qualquer perda ou anormalidade relacionada à estrutura ou à função psicológica, fisiológica ou anatómica”. Ou seja, a deficiência faz parte da condição humana na medida em que pode ser congénita, quando nasce com a pessoa, ou adquirida ao longo do percurso da vida.

Assim, a promoção da acessibilidade constitui uma condição essencial para o pleno exercício de direitos de cidadania consagrados na Constituição Portuguesa.

Preocupados com esta temática a Quinta Essência, uma  (IPSS) constituída em 2009 com a missão de promover a qualidade de vida, o desenvolvimento do potencial e a integração social de pessoas com dificuldades intelectuais e de desenvolvimento, criou o Centro de Atividades Ocupacionais e Lar Residencial, localizados em Sintra, com o objetivo de, num ambiente de bem-estar, segurança e qualidade de vida, apoiar 72 pessoas com deficiência e/ou incapacidade a desenvolverem atividades potenciadoras das suas competências pessoais, sociais e profissionais, sempre adaptadas às necessidades e desafios de cada um.

Para levar a cabo esta missão conta com uma equipa de 38 colaboradores.

Com o apoio dos Embaixadores da Mudança vão conseguir apoiar 45 beneficiários e possibilitar que todos, independentemente dos seus desafios e dificuldades, tenham um projeto de vida individualizado, integrado na comunidade.


Foto


Vídeo


Anexos


Morada

Rua Humberto Delgado, 52, 2710-050 Abrunheira


Telefone

219 154 740 / 934 454 850


 

 

VOLTAR À PÁGINA ANTERIOR