Causa vencedora julho 2017

Causa vencedora julho 2017

A Vida Norte é uma IPSS, que tem como principal missão apoiar grávidas e bebés em situação de vulnerabilidade, através de um acompanhamento de proximidade. Acompanhamos uma média de 80 grávidas e famílias por mês, desde a gravidez até ao bebé completar 18 meses de vida, trabalhando ao nível da capacitação para que, findo este período, a Mãe possa, de forma autónoma, dar seguimento a um projecto familiar estruturado e feliz. Em 2016, recebemos 115 novos pedidos de apoio (uma média de 10 pedidos mensais), acompanhámos um total de 177 Famílias e vimos nascer 58 bebés. O seu donativo de 1€, em conjunto com o dos restantes 751 doadores, reverterá para a compra de 50 latas de leite adaptado, que nos permitirão alimentar aproximadamente 8 bebés durante 3 meses!”

Causa vencedora junho 2017

Causa vencedora junho 2017

A Casa da Criança é um Lar de Infância e Juventude (LIJ) e constitui uma das valências disponibilizadas à comunidade pela Santa Casa da Misericórdia do Peso da Régua (SCMPR). Trata-se de uma instituição de regime aberto, generalista, que acolhe crianças/jovens do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 0 meses e os 18 anos de idade, sendo que, caso seja essa a vontade da jovem acolhida, é salvaguardada a possibilidade de manutenção da medida de promoção e proteção até aos 21 anos. Atualmente existe ainda a possibilidade de integração na resposta social de crianças/jovens do sexo masculino, desde que com idades até aos 6 anos, especialmente no caso de se tratar de uma fratria. Todas as crianças/jovens institucionalizadas na Casa da Criança têm aplicada uma medida de promoção e proteção de acolhimento residencial, sendo que a mesma é determinada à priori pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) ou pelo Tribunal. Com capacidade máxima de 30 utentes, atualmente a Casa da Criança acolhe 24 crianças/jovens com idades compreendidas entre os 10 meses e os 20 anos, tendo como denominador comum o facto de, em certo momento das suas vidas, terem estado expostas a situações potencialmente ameaçadoras e geradoras de sentimentos desagradáveis pelo que, por norma, se encontram mais frágeis não só do ponto de vista socioeconómico, mas também cognitivo, afetivo e emocional. Quando a intervenção desenvolvida pelas entidades de primeira linha não obtém o sucesso desejado, a Casa da Criança assume, no âmbito da execução da medida de acolhimento institucional, a integração de crianças e jovens do sexo feminino para que, além de terem a oportunidade de desenvolver competências de autonomia de vida e de socialização, através da sua inclusão em grupos de lazer da comunidade, possam ter um verdadeiro lar. Um dos principais objetivos da Casa da Criança é, pois, proporcionar às crianças/jovens os cuidados adequados às suas necessidades, em condições de vida tão aproximadas quanto possível às da estrutura familiar, promovendo um ambiente seguro e impulsionador do seu bem-estar e desenvolvimento integral. Neste contexto, torna-se imprescindível dotar os espaços da instituição com o maior conforto possível e é com esse intuito que a instituição apresenta esta candidatura. A Primavera já chegou e embora o bom tempo e as temperaturas altas já se tenham feito sentir, é preciso começar a preparar as próximas estações mais frias para que nada falte às crianças/ jovens da Casa da Criança. Uma vez que os cobertores da instituição são muito antigos e já se encontram deteriorados devido aos vários anos de utilização que acumulam, torna-se agora indispensável adquirir edredões para que as noites sejam mais quentes e confortáveis para todas as habitantes desta Casa.

Causa vencedora maio 2017

Causa vencedora maio 2017

O Centro Raríssimo da Maia – Centro Multidisciplinar de Reabilitação Intensiva – presta serviços de saúde de excelência direcionados a portadores de deficiências mentais e raras. De forma a dar uma resposta cada vez mais adequada e direcionada para as necessidades dos 70 utentes acompanhados atualmente, urge a necessidade de adquirir equipamento técnico específico para as valências de Terapia da Fala, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Com este equipamento poderão ser desenvolvidas atividades que promovam a habilitação / reabilitação destes utentes contribuindo assim para uma crescente independência e funcionalidade.

Causa vencedora abril 2017

Causa vencedora abril 2017

O CASA, IPSS desde 2007, presta apoio à população mais carenciada de Lisboa, através de uma rede de mais de 300 voluntários. Confeccionamos e distribuímos 365 dias por ano cerca de 400 refeições quentes nas ruas de Lisboa, e apoiamos mensalmente 140 famílias comprovadamente muito carenciadas através da distribuição de cabazes alimentares. A distribuição das refeições à população sem-abrigo é feita através de cinco rotas que cobrem os principais pontos da cidade (Saldanha, Av. da Liberdade, Av. Almirante Reis, Gare do Oriente, Alcântara, Cais do Sodré, entre outros), e nas quais as pessoas sem-abrigo sabem que podem contar connosco todos os dias, à mesma hora, independentemente do esforço que seja necessário fazer para cumprirmos a nossa missão. Para que possamos continuar a desenvolver o nosso trabalho, iremos precisar em breve de um novo fogão industrial que nos permita continuar a apoiar as pessoas que diariamente chegam até nós, motivo pelo qual pedimos a vossa ajuda!

Causa vencedora março 2017

Causa vencedora março 2017

As Equipas de Rua constituem uma intervenção direta permanente cuja missão é a de garantir o contacto sistemático com as pessoas sem-abrigo, de modo a com que se abra a oportunidade, aos poucos, de as motivarmos a mudança e, assim, reconstruirem um novo sentido de vida. A Comunidade Vida e Paz conta com 536 voluntários que todas as noites, rotativamente e organizados em 56 equipas, percorrem Lisboa em 4 circuitos diferentes parando em cerca de 100 pontos da cidade. Como meio de aproximação às pessoas sem-abrigo, os voluntários distribuem uma ceia em embalagem individualizada (duas sandes em carcaça do dia, um copo de leite ou iogurte, bolo seco ou peça de fruta). Com esta intervenção pretende-se ir ao encontro das pessoas sem-abrigo, de forma a criar uma relação de confiança, que permita motivar as mesmas a mudar de vida. Em 2015, foram distribuídas 147.820 ceias às 480 pessoas sem-abrigo contactadas nos 365 dias do ano.

Causa vencedora fevereiro 2017

Causa vencedora fevereiro 2017

A Associação Futuro Autónomo é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que tem como missão prioritária a prestação de apoio e proteção a crianças e jovens provenientes de grupos populacionais carenciados e desfavorecidos. Com sede no Bairro do Armador – Lisboa, a Associação Futuro Autónomo desenvolve atividades lúdico - pedagógicas com o objetivo de proporcionar a um grupo de 80 crianças e jovens, com idades compreendidas entre os 3 e os 21 anos, na sua maioria provenientes de Angola, Moçambique, Guiné e Cabo Verde, uma ocupação criativa e formativa do seu tempo livre, tendo em vista a sua valorização pessoal e desviando-os de um eventual percurso de risco. Além de proporcionar aos que acolhe um ambiente que lhes permita desenvolver as suas capacidades, promove hábitos de solidariedade e cooperação, criando um clima de compreensão, respeito e aceitação, propício ao seu desenvolvimento global. A Associação Futuro Autónomo acredita numa aprendizagem ativa e estimulante, capaz de envolver as crianças e os jovens nas tarefas e nos processos de construção do conhecimento - suficientemente atrativo para despertar nestes o gosto pelo saber e pelo aprender, proporcionando-lhes experiências felizes e gratificantes através da educação de valores. As dificuldades que enfrentamos diariamente são muitas, mas não nos deixamos vencer pelos enormes obstáculos. E porque não queremos nem podemos cruzar os braços esforçamo-nos em encontrar soluções, tendo em vista aqueles que, hoje no mundo, necessitam de um gesto solidário. Assim sendo, pensámos no “ Movimento Um Euro” enquanto entidade com potencial para nos prestar apoio de forma a podermos continuar a proporcionar uma refeição diária às nossas crianças e jovens. Na nossa Associação, o lanche é a refeição onde se desfruta de um momento de convívio e afeto, que sabemos que faz a diferença no dia- a- dia de cada criança e de cada jovem.

Causa vencedora janeiro 2017

Causa vencedora janeiro 2017

A Casa Acreditar de Coimbra acolhe a título gratuito crianças e jovens com cancro residentes fora da região de Coimbra, acompanhadas das famílias, durante os períodos de tratamento. As suas instalações e funcionamento estão organizados para que estas famílias possam reorganizar a sua vida face à nova realidade da forma mais harmoniosa possível e lhes sirva de apoio não só social como emocional. Com a aquisição das colchas para as camas pretende-se promover um maior bem-estar para as famílias de crianças e jovens, alojadas na Casa Acreditar de Coimbra, tornando os quartos mais acolhedores. As colchas que temos neste momento já estão muito velhas e a precisar de ser substituídas.